Diplomação FM

Diplomação em Fisioterapia Manipulativa – (Diplomação FM – 500h)

 

 Apresentação

 Os primeiros relatos do uso da manipulação vertebral no ocidente provêm do Grego Hipócrates 400 AC. De lá para cá a Terapia Manipulativa enfrentou momentos de total descrédito contrastando na atualidade, com uma ampla aceitação de sua eficácia no tratamento de problemas musculoesqueléticos. Durante o século XVIII na Inglaterra a terapia manual era praticada apenas por leigos chamados de Bone-setters. A maioria dos Médicos da época era contra o uso indiscriminado da manipulação devido aos resultados desastrosos no tratamento de articulações com patologias infecciosas como a tuberculose.

No século seguinte na América do Norte, esse distanciamento entre a terapia manual e a medicina ortodoxa contribuiu para o aparecimento de filosofias alternativas de tratamento como a Quiropraxia e a Osteopatia. Estes métodos seguem os preceitos preconizados pelos seus respectivos criadores tendo uma visão holística de tratamento e não se restringindo apenas ao tratamento de disfunções neuro-músculo-esqueléticas. Contrariando em parte  esta visão o Fisioterapeuta Manipulativo/Musculoesquelético, devido a sua formação eminentemente científica utiliza as técnicas de manipulação e mobilização apenas no tratamento de disfunções onde exista evidência clínica disponível.

Hoje felizmente a utilização da terapia manual no tratamento destas disfunções ganhou o devido respeito e isso se deve em grande parte ao empenho dos Fisioterapeutas Manipulativos. Os Fisioterapeutas começaram a praticar a manipulação vertebral no princípio do século XX na Inglaterra. Em 1974 um grupo de Fisioterapeutas pioneiros fundou a IFOMPT (Federação Internacional de Fisioterapeutas Manipulativos Ortopédicos) o que proporcionou um grande impulso ao desenvolvimento da especialidade. Entre estes expoentes estavam nomes como Maitland, Kaltenborn, Paris, Lamb, Mulligan, e McKenzie.

Mas afinal o que há de tão marcante na visão dos Fisioterapeutas Manipulativos. O que diferencia a Fisioterapia Manipulativa de outras abordagens em Terapia Manual? Em poucas palavras podemos afirmar que o grande diferencial da Fisioterapia Manipulativa é a utilização do modelo de prática baseada em evidência. Fisioterapeutas manipulativos são encorajados a utilizar o raciocínio clínico aliado à busca por evidências científicas em sua prática clínica diária sem esquecer-se da importância da abordagem biopsicosocial do paciente.

Com essa filosofia de tratamento aliando a arte e a ciência, a Fisioterapia Manipulativa vem contribuindo para a evolução da terapia manual no tratamento de disfunções neuro-musculo-esqueléticas.

O Curso de Diplomação em Fisioterapia Manipulativa é voltado para profissionais que buscam passar por um processo de extremo aprofundamento do conhecimento clínico e científico, combinando a prática manual com os avanços científicos, que potencialize as suas competências e os habilite a uma abordagem realmente especializada para a demanda imposta pelas disfunções do sistema neuro-músculo-esquelético.

O presente é programa de pós-graduação profissional, visto que é oferecido somente a alunos graduados e é chancelado pela Associação Nacional de Fisioterapia em Quiropraxia em modo de Ensino Continuado. É credenciado certificado e recomendado pela ANAFIQ, entidade representativa profissional conveniada ao COFFITO para especialidade de Quiropraxia e Fisioterapia Manipulativa.

 

 Geral

 

  • Carga horária presencial
    • 300 horas/aula.

 

  • Carga horária atividades clínicas (obrigatória)
    • 100 horas/aula.

 

  • Carga horária de atividades complementares, vídeo/aulas e seminário de conclusão (obrigatória)
    • 100 horas/aula.

 

  • Seminários optativos (certificação extra – opcional)
  • Cadeias Musculares (60h)
  • Reeducação Postural Global (RPG) (80h)
  • Terapia de Liberação Refléxica (20h)

 

  • Fase de aproveitamento no PEC
    • Este curso está credenciado ao PEC – Programa de Ensino Continuado. Contabiliza 500 horas do PEC de Diplomação em Fisioterapia Manipulativa FM 500 h da ANAFIQ.

 

  • Períodos do curso
    • 24 meses com 14 módulos presenciais.

 

  • Frequência presencial
    • 02 módulos a cada 03 meses (março à novembro)
    • 01 módulo a cada 03 meses (dezembro, janeiro e fevereiro)

 

  • Dias da semana e horário das aulas
  • 6ª feira: (18:30 – 22:30)
  • Sábado: (08:30 – 12:30) e (13:30 – 18:30)
  • Domingo: (08:30 – 12:30)

 

  • Duração da hora/aula
    • 50 minutos.

 

  • Público alvo
    • O curso destina-se a fisioterapeutas que desejam se capacitar para através de novas técnicas de avaliação, diagnóstico e tratamento construir um arsenal terapêutico que o qualifique de forma diferenciada no mercado de trabalho.
  • Pré requisito e Seleção dos Candidatos
    • Ser portador de diploma de curso superior de graduação em Fisioterapia (obrigatório), por Instituição devidamente reconhecida pelo MEC.

 

 Detalhamento Pedagógico

 

  • Metodologia
  • Será utilizada a metodologia problematizadora, com aulas teórico-práticas, de cunho vivencial. Buscar-se-á a integração e participação do aluno com o professor no processo educativo, com o propósito de repensar a avaliação, diagnóstico e prática terapêutica nas disfunções musculoesqueléticas. As disciplinas do curso são organizadas de forma a proporcionar a integração dos vários conteúdos e conceitos apresentados e analisados ao longo do curso. Nesta perspectiva adota-se como estratégias de ensino:

*Aulas expositivas dialogadas;

*Aulas práticas;

*Seminários;

*Trabalhos individuais;

*Estudos de casos;

*Análise crítica de publicações.

 

  • Avaliação do Desempenho dos Alunos
  • Para avaliar o desempenho dos alunos serão realizadas avaliações de aproveitamento que demonstrem a aquisição do conhecimento por parte dos alunos sobre os temas abordados no módulo; ficando a cargo do professor a forma de avaliação empregada. A nota final da disciplina será uma média obtida através da soma das avaliações de cada um dos módulos.

 

 

  • Infra-estrutura e recursos extraordinários
  • Unidades de ensino do Instituto Coluna Vertebral (ICV)

 

 Conteúdo Programático

 

Módulo Disciplina CH
Princípios e Fundamentações Básicas (30h) Fundamentos e Princípios em Terapia Manual e Manipulativa

Instrumentos e Recursos em Fisioterapia e Manipulativa

10
Anatomia Palpatória e Neuroanatomia Aplicada as Disfunções Neuro-musculo-esqueléticas 10
Cinesiologia e Biomecânica dos Tecidos 10
Avaliação e Diagnóstico Funcional (30h) Semiologia das Disfunções Neuro-musculo-esqueléticas 10
Imaginologia e Radiologia Aplicada 10
Diagnóstico Diferencial em Fisioterapia 10
Conceitos e Técnicas Manuais (120h) Técnicas de Baixa Velocidade Apendicular 20
Técnicas de Baixa Velocidade Axial 20
Técnicas de Baixa Amplitude e Alta Velocidade Extremidades 20
Técnicas de Baixa Amplitude e Alta Velocidade Axial 20
Neurodinâmica Clinica 20
Técnicas Miofasciais e Tecidos Moles 20
Suporte Terapêutico Avançado (120h) Terapia Manual Tecido Mole Assistida Instrumento 20
Podoposturologia 20
Terapia Manipulativa Intramuscular (Dry Needling) 30
Bandagens Funcionais 30
Estabilização Segmentar Terapêutica 20
Total: 300h
 

 

Certificação

 

  • Diplomação em Fisioterapia Manipulativa pela escola 001 EC da ANAFIQ.
  • Certificado FE500 h (Formação de Especialistas em 500 h).
  • Certificados individuais por cada seminário ou módulo (14 certificados).

*Consulte taxas administrativas de emissão de certificado.

 

Investimento

  • Programa Completo: Matrícula de R$630,00 e 23 mensalidades R$630,00 com desconto para antecipação. Estando incluso o custo para orientação e correção das atividades complementares e adicionais. Não inclui o custo de seminários optativos.

 

 Instrutores