IASTM

IASTM – FAKTR

Instrumented Assisted Soft Tissue Mobilization  with Functional and Kinetic Treatment with Rehab

  • CH : 20 h
  • Público Alvo: Fisioterapeutas e Acadêmicos de Fisioterapia.
  • Professores: Equipe ICV

 

 

É uma técnica de Mobilização de Tecidos Moles Assistidos por Instrumento (IASTM).Utiliza um instrumento de aço inoxidável para quebrar as adesões, melhorar a força / função do tecido e reduzir a inflamação crônica. FAKTR faz o indivíduo realizar um movimento enquanto usa o instrumento de aço inoxidável para ajudar a quebrar as adesões nos tecidos moles e estimular a cura. O uso de FAKTR estimula a produção de fibroblasto, o que facilita a produção e o realinhamento do colágeno para fortalecer a área de danos. FAKTR também cria uma resposta inflamatória aguda que ajuda a estimular a cicatrização de lesões crônicas e reduzir a inflamação, além de ser eficaz na redução da dor e na melhoria da amplitude de movimento livre de dor.

As condições que respondem bem ao FAKTR / IASTM incluem:

  • dores de cabeça
  • dor no pescoço e nas costas
  • dor no ombro
  • Golfer / Tennis Elbow
  • Dor no joelho / tornozelo
  • Inflamação crônica e dor e Fasciite Plantar

Público alvo: exclusivo para profissionais e estudantes de Fisioterapia

O Instrument-Assisted Soft Tissue Mobilization é um método eficaz de terapia manual sobre o tecido mole que produz resultados consistentes e rápidos, que geram maior conforto e satisfação aos que se dedicam e recebem esta terapia. Este método consiste na aplicação de instrumentos sobre áreas do corpo que produzem liberação e relaxamento dos tecidos conjuntivos recuperando o tecido e aliviando a dor. A maior parte das técnicas são aplicadas nos músculos, atingindo também fáscia, ligamentos e tendões. Estes quando acometidos de lesões muitas vezes causam dor que desempenha um papel significativo na disfunção local, podendo dificultar a recuperação, o que acaba inviabilizando uma boa recuperação da lesão. Por vezes o organismo ao soar o alerta doloroso, mantendo a tensão local eleva a potencialização muscular, agravando a lesão alterando a biomecânica e fisiologia local como, exemplifica em, uma simples tensão muscular ou ligamentar pode causar dor intensa chegando ate a dificultar o movimento do membro ou segmento. Oferece várias vantagens para equilibrar a biomecânica e fisiologia local. Tem potencial para recuperar lesões levando o paciente a sua função norma de uma maneira natural. Algumas das vantagens são: diminuindo o tempo total do tratamento, promove mais rápida reabilitação ou recuperação miofacial, diminuições dos mecanismos da dor e adaptações antálgicas, reduz a necessidade de mediadores anti-inflamatórios podendo ate reverter condições crônicas do tecido musculoesquelético. Também estaremos abordando neste programa as técnicas dinâmicas e funcionais assistidas por instrumento IASTM. Os modelos internacionais mais atuais de terapia miofascial, tratam a fásica como um sistema complexo interconectado e com função específica, dar forma e sustentação fazendo sua integração. Os modelos internacionais mais atuais de terapia miofascial, tratam a fásica como um sistema complexo interconectado e com função específica, dar forma e sustentação fazendo sua integração. A teoria da biotensigridade diz que qualquer desordem deste sistema pode influenciar um indivíduo por inteiro. O Livta não para e Introduz o Conceito de Terapia de Movimento Funcional e o aprimoramento através de Instrument Assisted Soft Tissue Mobilization – IASTM Curso credenciado pela ANAFIQ, que credita carga horária no Programa de Educação Continuada para Formação de Especialistas em Quiropraxia. Válido para o Título de Especialista em Quiropraxia do COFFITO.

 

Programa

  • Definição e apresentação.
  • Histórico, princípios e funcionamento.
  • Aplicação prática na função músculo esquelética.
  • Associações com as disfunções biomecânicas
  • Indicações e contra indicações.
  • Resultados esperados das recuperações de lesões crônicas.
  • Noções anatômicas para aplicação prática.
  • Utilização na avaliação dos tecidos moles.
  • Tipos de ferramentas e modo de utilização.
  • Como integrar com outros métodos manuais.
  • Estratégias para cada área do corpo.
  • Padrões dos tecidos moles na avaliação e tratamento.
  • Como combinar na avaliar padrões de movimento.
  • Aplicação na coluna vertebral.
  • Aplicação nos membros superiores.
  • Aplicações nos membros inferiores.
  • Conceitos de fáscias.
  • Biomecânicas das fáscias
  • Biotenseguidade.
  • Equilíbrio muscular.
  • Integração estrutural.
  • Planos fásciais.
  • Cadeias funcionais.
  • Mecanismo mecânico x neurológico.
  • Técnicas de tratamento integrativo.

Baixe sua ficha de inscrição aqui!